X

Reservas naturais

A Fundação acredita que conhecer e manter áreas naturais e suas espécies em equilíbrio é o meio mais efetivo para conservar a biodiversidade.
Por isso, é responsável pela criação e manutenção de duas Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs).

Localizadas nos biomas mais ameaçados (Mata Atlântica e Cerrado), tem como objetivo torná-las referência em manejo e relacionamento com a comunidade.
A gestão de nossas reservas naturais garante hoje a preservação de 11 mil hectares.

Conheça nossas Reservas Naturais com o gerente sênior de Economia da Biodiversidade, André Ferretti.

Leia o podcast aqui.

RESERVA NATURAL SALTO MORATO

Onde fica? Guaraqueçaba, no litoral do Paraná.
Qual sua área? Tem uma grande diversidade de espécies e uma área equivalente a mais de 2 mil campos de futebol.
Além do foco em conservação por possuir uma biodiversidade sem igual, ela é campo de pesquisa, manejo, e é aberta ao público para visitação.
É considerada hoje uma das principais atrações do litoral norte do Paraná, recebendo anualmente mais de 10 mil visitantes de diversos estados e países.

Para conhecer mais sobre esse a Reserva Natural Salto Morato, assista ao vídeo abaixo e se encante com esse paraíso:
Histórias da Grande Reserva Mata Atlântica | T1E07 – Salto Morato

SERRA DO TOMBADOR

Onde fica? Cavalcante, no interior de Goiás, quase na divisa com Tocantins.
Qual sua área? Tem uma área equivalente a quase 9 mil campos de futebol no Cerrado brasileiro, bioma que abriga as nascentes das três principais bacias hidrográficas do Brasil. Por esse motivo, é considerada como região prioritária pelo Ministério do Meio Ambiente.

Para entender mais sobre essa relação e sobre a Serra do Tombador, vale assistir ao documentário “A História Depois do Fogo” que avaliou os impactos da grande queimada de 2017.
Documentário “A História Depois do Fogo”